(61) 2101-6095

(61) 2101-6609

22 de março de 2022

Como modelo de diretrizes aos gestores, Mandala CNM foi apresentada no lançamento da Norma NBR ISO 18091:2022

Divulgação/ Agência CNM

Apresentar um modelo de plataforma norteadora de políticas municipais e incentivar a interiorização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) motivaram a criação da Mandala ODS. A ferramenta da Confederação Nacional de Municípios (CNM) foi apresentada nesta terça-feira, 22 de março, no lançamento do Sistema de Gestão da qualidade - Diretrizes para a aplicação da Norma NBR ISO 18091:2022. 

O evento virtual lançou o conjunto de normas destinado ao poder público local para obtenção de resultados confiáveis e melhor prestação de serviços. Assim, o consultor da CNM Eduardo Stranz reconheceu a certificação de qualidade, focada na eficácia do poder público municipal, como uma série de oportunidades ou possibilidades para que os gestores busquem a qualificação da gestão pública que a sociedade tanto cobra.

“Tudo que a prefeitura, que a gestão local faz está vinculado aos ODS. A partir do momento em que abre uma escola, contrata um professor, tem merenda e transporte escolar; que abre o posto de saúde, que tem um atendente e um médico; a partir do momento que a prefeitura faz o asfaltamento, a urbanização de uma praça, trocar uma lâmpada na rua. Toda ação cotidiana da gestão municipal é ODS, está buscando a melhoria da qualidade de vida para população, buscando um planeta melhor para todos”, explicou o representante da CNM.

O que é

Stranz explicou o que é a CNM e como a entidade atua para auxiliar cada gestores locais nos mais diversos aspectos, principalmente na prestação de serviços. Ele ainda resumiu a plataforma da Mandala ODS como “um gráfico do tipo radar que compara o grau de desenvolvimento do Município. É um sistema de monitoramento que auxilia no retrato inicial do Município, de forma intuitiva, de acordo com as dimensões, que facilita o acompanhamento da evolução dos indicadores municipais, visando ao alcance dos ODS”. 

Os indicadores da Mandala e as imagens ilustrativas - nas cores verde, amarelo e vermelho - mostram em quais áreas os gestores devem focar mais atenção. A dica é de que o prefeito evite chegar na cor vermelha nos quatro parâmetros: econômico-sustentável, social, ambiental e institucional. Cada um desses indicadores foram detalhados e Stranz, durante a participação da Confederação no lançamento da certificação, ao enaltecer o avanço dos ODS, ainda que lentamente. 

 

 

 

 

Ferramentas


Ficou evidente que o ISO 9001, assim como a Mandala ODS disponibilizada pela Confederação, pode ajudar na gestão local e na melhor qualidade de vida da população. E para isso, a importância do Ente municipal ganhou destaque em diversas apresentações, como a do professor e membro da Associação Brasileira de Soldagem - American Society for Quality (ASQ), Odécio Branchini, e da executiva da Fundação da Qualidade, Deborah Arôxa. 

Branchini afirmou que, depois da família, o Município é a “célula master” da sociedade. No mesmo contexto, Deborah mencionou a representatividade do presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, que dissemina o entendimento de que a vida começa nos Municípios, há anos. Por isso, é importante estruturar toda uma rede de dados para dar suporte a gestão municipal.

 

Da Agência CNM de Notícias 

 

Voltar