(61) 2101-6095

(61) 2101-6095

08 de agosto de 2019

Em parceria com catadores e produtores rurais, Municípios fazem gestão de resíduos sólidos

estadio Mineirao “O gerenciamento de resíduos sólidos no Brasil enfrenta desafios na transição de um modelo de descarte para outro de coleta seletiva com reciclagem e reaproveitamento. Cada Município tem adotado diferentes arranjos institucionais para cumprir a responsabilidade compartilhada entre Estado, indústrias e consumidores para operacionalização das políticas públicas”. O trecho é do relatório de Ribeirão Preto, em São Paulo (SP), ao Programa Internacional de Cooperação Urbana – América Latina e Caribe (IUC-LAC).

Nos últimos dias, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgou levantamento do IUC-LAC de 165 iniciativas de desenvolvimento sustentável. Divididas em 11 áreas temáticas, as ações podem servir de inspiração aos gestores que buscam o mesmo para suas cidades. Nesta quinta-feira, 8 de agosto, destacam-se três projetos brasileiros para gestão de resíduos sólidos: o Cata Sonho, do Municípios paulista citado acima; o Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte; e o Câmbio Verde, em Curitiba (PR).

Segundo a analista técnica de Saneamento da CNM, Priscila Bernardes, os desafios são muitos para a administração local implementar um sistema socioprodutivo e ambientalmente correto de gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos. União e Estados precisam apoiar os Municípios na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, e a sociedade tem que reconhecer o resíduo sólido reutilizável e reciclável como um bem econômico e de valor social, gerador de trabalho e renda e promotor de cidadania.

“Além do poder público municipal implementar o sistema de coleta seletiva, é imprescindível a existência, operacionalização e monitoramento de sistemas de logística reversa pelo setor empresarial. Só assim, a comunidade consegue fazer sua parte e destinar os resíduos para os locais adequados”, ressalva. Como resultado, há melhora da saúde pública, do meio ambiente e do trabalho realizado pelas associações e cooperativas de catadores.

prefeitura curitibaAções
Em Ribeirão, o arranjo logístico do setor foi baseado nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O projeto, do Fundo Social de Solidariedade da Prefeitura, possibilitou que pneus coletados na cidade virassem brinquedos e ornamentação. Em uma das edições da Feira Nacional do Livro do Município, 200 pneus viraram poltronas e desenhos espalhados pela praça central. Apesar de estar em fase inicial, recentemente eles expandiram para o isopor. A prefeitura subiu de 37 para 129 bairros a coleta seletiva, mas o material ainda não é contemplado.

Já na capital mineira, a parceria com a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais
Reaproveitáveis de Belo Horizonte (Asmare) começou em 2013. Responsáveis pela triagem, coleta e destinação final para a reciclagem de todo o resíduo reciclável gerado no Estádio, eles motivaram divulgação positiva na mídia, treinamento dos catadores, conscientização dos torcedores e atendimento integral ao Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos da administradora do local. Além disso, foram reduzidos em 135 mil quilos a quantidade de resíduos que chegava no aterro sanitário de Belo Horizonte.

Projeto mais antigo dos três, o Câmbio Verde funciona em 102 pontos fixos, em todas as regionais de Curitiba, para troca de alimentos de produtores rurais da Região Metropolitana por material reciclável. A ação acontece quinzenalmente, de terça a sexta-feira; e a população atendida recebe o calendário anual para se programar. Com 4 kg de material reciclável, a pessoa tem direito a 1 Kg de alimentos, e 2 litros de óleo de cozinha usado correspondem a 1 kg de alimento.

Conheça as ações de Resíduos Sólidos
Argentina
Rauch - Unidade de Reciclagem de Resíduos (URRA!)
Rosario - Planta de Tratamento e Valorização de Resíduos de Bella Vista
San Miguel - Cidade Consciente (SMCC)

Brasil
Belo Horizonte, MG - Estádio do Mineirão
Curitiba, PR - Programa Câmbio Verde
Ribeirão Preto, SP - Projeto Cata Sonho

Chile
18 comunidades - Santiago Recicla
Cobertura Nacional - Lei de proibição de sacolas plásticas
Quinta Normal - Escolas Resíduo Zero

Colômbia
10 cidades - Associação CEMPRE Colombia - Compromiso Empresarial para a reciclagem
Medellín e Barbosa - Cooperativa Multiativa de Recicladores de Medellín - RECIMED
Villavicencio - Parque ecológico Reciclante (PER)

Peru
Alto Selva Alegre (Arequipa) - Segregação na Fonte e Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos Municipais
Iquitos - Sistema de Coleta em Belén
Lima - Sucesso do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) no Aterro Sanitário da Empresa Petramas

Por Amanda Maia
Da Agência CNM de Notícias

Leia também
Fundos e financiamentos possibilitam desenvolvimento sustentável na área urbana e rural

Voltar